quarta-feira, 2 de março de 2016

CURVAS DO AMOR - FRANCIS PEROT


Curvas do amor


Escrever as curvas
que me enlouquece
perco-me em afagos
e caricias.
Teu cheiro
em mim permanece
embriagando-me o ser
O coração,
a minha razão desobedece
diante de arredondadas
e nuas curvas
que me faz vibrar.
Sua encantadora pele
aveludada feita uma
pétala de rosa,
me enlouquece.
Mulher paixão,
sem razão
sou todo teu.
Preso aos seus encantados beijos
e perdido na gostosa sensação
de possuir o teu corpo
todos os dias
sigo te amando...


Francis Perot