domingo, 25 de outubro de 2015

FORÇA DE UM DESEJO - FRANCIS PEROT


Quando os meus olhos
te contemplaram,
penetraram-me
com força os desejos,
anseios, excitações,
sugando a minha calma,
mas devolvendo-me a vida...


Francis Perot

9 comentários:

  1. Lindo cartão.
    Abraços

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o cartão! Belo e composto de uma linda mensagem.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo cartão!
    Um dia eu fiz um no caderno, como tem algo em comum vou escrever aqui:

    Meu amor,
    Quando meu olhos
    contemplaram
    sua linda imagem
    conheci o que era o amor
    Amor palavra doce
    e amarga quando
    estou longe de ti.

    Beijos,
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde
    Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
    Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
    http://almainspiradora.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Hum, o belo sentir, inoculando em nós sensações mágicas!!

    Abraços e gratidão pela visita!!!

    ResponderExcluir
  6. Caro amigo

    Perdoe-me a ausência.
    Final de ano, para quem ensina
    o tempo fica curto,
    mas estamos sempre visitando
    espaços preciosos que nos fazem tão bem.

    Gostaria de convidá-lo a visitar o meu blog
    www.sonhosdeumprofessor.blogspot.com
    onde postei uma entrevista que fiz recentemente
    e que está sendo vinculada na mídia de Fortaleza.

    É também uma forma de entender a forma
    que penso a Educação que acredito
    e a qual dedico a minha vida.

    Um imenso abraço.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  7. Belíssima composição e conjugação de imagem e palavras...
    Excelente trabalho!
    Abraço
    Ana

    ResponderExcluir

Meus amigos e visitantes, obrigado pela visita, se quiserem comentar ficarei muito feliz em ler e visitarei também cada um de vocês!

O amor é o estado propenso,
a afetos duradouros
e responsáveis...
Disposição do espírito que
induz uma pessoa a outra,
a dedicar através
do sentimento, carinho


Francis Perot