sábado, 25 de outubro de 2014

OS NOSSOS PECADOS

Os nossos pecados


As cicatrizes em tua carne
São as marcas das dores
Geradas nas noites de amores
E para isso não há descarne...

No manto de tuas paixões
A minha alma se reveste
Da impureza que aquece
Nossos corpos de tesões...

Nosso amor que nos veste
Tão somente ama e se cria
Não sobrevive sem fantasia
A qual, o nosso corpo aquece...

Assim me afogo neste amor
E nas curvas do teu corpo
Acaricio o caminho e encorpo
E não me importa o condutor...



Francis Perot