segunda-feira, 6 de agosto de 2012

NASCE O NOVO (TAUTOCRÓSTICO) JOSÉ DO CARMO


Nasce o Novo (TAUTOCRÓSTICO)
Autor: José do Carmo

N atividade nasce novamente
O rgulho, ocultismo obrigatório
V anguarda valente valor
A titudes absolutas aleatórias.

F onte formidável figura
O lfato odor onipotente
R ostos resplandecentes
M ostram muito mais
A mor angelicalmente

D escobrir desmistificando
E sclarecer exageros explicando

E sperando estresse
S ocialmente sufocado
C onviver convalescendo
R espirando respingos
E femeros escaldantes
V oltar, viver valsando
E ntre espinhos
R otos romances

P obre pedreiro poeta
O misso operário oprimido
E screve estória estonteante
M orte morrida matada
A ssassinos avassaladores
S ubtraindo, submisso seus suplícios

(Homenagem ao poeta Perot Francis criador do Tautocróstico)