sábado, 29 de setembro de 2012

VIAGEM - FRANCIS PEROT




Viagem


Quero fazer
uma linda viagem:
Ir de sua boca
aos pés
bem devagarinho,
parar no meio
do caminho
e fazer alí
a minha morada...


Poeta Francis Perot

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

MULHER ARDENTE (FRANCIS PEROT)


 Mulher ardente


Musa da arte da escrita
Único ser da inspiração
Lindos versos compostos
Habita no corpo a canção
Em ti está o meu silêncio
Rainha do meu coração...

Arde em meu peito a chama
Rimando o meu prazer em ti
Das nuvens do pensamento
Eu canto os gemidos da cama
Nada mais importa enquanto
Teu corpo no meu se entrega
Enlace de quem tanto se ama...


Poeta Francis Perot


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Teofania doa amor (Francis Perot)


Teofania do amor


Com você eu
não faço esforço
imaginativo para
intensificar minhas
sensações
eróticas...
Você é a teofania 
do amor...


Poeta Francis Perot

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

UM SÓ




 Um só


Depois que conheci você:
Passei a sonhar...
Sonhando descobri
Que o seu e o meu coração
Tornou-se
Um só...
Agora já não sei
Qual dos dois corações
É o meu:
Pois eles são:
Um só
Sonhando os sonhos
Do nosso amor...


Francis Perot

RAINHA DAS FLORES


Rainha das flores


A poesia dona
dos corações
dos poetas,
cheia de encantos
e cores
a primavera...


Poeta Francis Perot


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Um conto de amor e sexo



Um conto de amor e sexo



        Costuma-se dizer que o amor na maioria dos encontros e porque não também nos desencontros é cego. Ao se apaixonar o coração não tem olhos para ver os defeitos do outro e nos desencontros cego de ódio. Um assunto que é bom não se deter demais para compreendê-lo, porque simplesmente acontece.  Acontece sempre naqueles momentos em que você não espera nada acontecer.
        Foi assim comigo quando na primavera estava a passear em uma linda praia no litoral norte paulista quando conheci a minha Sereia do Mar. Acho as praias paulistas as mais belas do Brasil. Nelas tem belas sereias que gostam de tomar banhos de sol foi assim que encontrei a minha. Todo o litoral paulista tem cerca de 700 km de extensão, e 60% de praias. Isso quer dizer que tem mais de 400 quilômetros só de praias sem contar as belas paisagens. São 16 municípios litorâneos ricos em opções de lazer e turismo.
        Você pode está se perguntando agora o que isto tem a ver com título que foi aqui apresentado “Um conto de amor e sexo”. Está mais parecendo uma propaganda. Calma! Estou apenas criando em sua mente um cenário para que você possa entender melhor esse lindo e prazeroso acontecimento o qual se deu numa gostosa tarde de sol.
Meu nome é Márcio e trabalho num departamento do governo do estado da Bahia. Estava em São Paulo gozando as minhas tão sonhadas férias. Férias porque já era três acumuladas e agora eu tinha pego duas para o meu deleite. E nesta tarde quando os ponteiros do relógio descambavam para as 15 horas, do hotel da janela do meu quarto contemplei aquela bela vista panorâmica de um trecho da praia. Era como se aquele maravilhoso lugar estivesse me chamando:
_Márcio vem para cá aproveitar esse sol.
Eu tinha descansado do rango, tirado aquela soneca, agora só me restava era mesmo sair e encontrar com alguma ordinária ou uma periguete na praia. Assim eu fiz. Já na praia não encontrei nenhuma ordinária e muito menos alguma periguete. Desanimado pelo lado afetivo, mas compensado pela beleza daquela bela praia. Já estava voltando ao hotel quando não esperava nada mais acontecer eis que surge em minha frente uma bela morena de largo sorriso e belos lábios.
        Uma mulher com estatura mediana. Um corpo o qual desviava olhares dos transeuntes da praia. Olhares esses indecentes. Os meus então... e os olhos dela, esverdeados com sobrancelhas marcantes. Cabelos pretos, longos e o seu corpo dentro de um minúsculo biquíni cor verde. Seus seios saltitantes e corpo... Hoje em dia as mulheres são comparadas as mais variadas frutas. Eu como acho isso um tanto indecente prefiro apenas dizer que ela é demais e gostosa.
        Acredito que foi amor a primeira vista. Nossos olhares se cruzaram e a cobiça dos olhos se encarregou de nos unir. Claro que não foi naquele primeiro encontro. Foi preciso uma boa conversa, para descobrir algumas afinidades em nós para que conseguíssemos ir avante. Acredite: Foi o que aconteceu depois de algumas cervejas ali mesmo num dos quiosques no dia seguinte.
        Sempre fui romântico ao extremo e percebendo que a gata não estava a procura de aventura fui deixando ela me conhecer melhor. Também estava notando que ela estava fazendo o mesmo. Sempre fui um baiano de pouquíssimos amigos, poucas mulheres, ainda que fizesse muitas amizades não era chegado em aventuras. Por um instante quis acreditar que aquilo não daria em nada. Mas para a minha surpresa ela disse:
        _Topa amanha sexta feira fazer um gostoso passeio de barco, só nós dois?
        _Sim Sereia do mar, mas e o condutor do barco?
        _Combinado então. Amanhã iremos sair as 9 horas da manhã e vamos navegar todo o litoral paulista conhecendo lugares. Quanto ao barqueiro não se preocupe eu darei um jeito nisso.
        Sempre fui um cara inteligente, sem demonstrar a ninguém o tamanho de meu QI. É preferível em certas ocasiões não demonstrar o que se sabe fechando a boca para não ser taxado de tolo. Digo isso porque eu sentia que aquela mulher tinha algo especial, diferente, e ao mesmo tempo intrigante. E eu como esperava algo mais me contive a espera do dia seguinte em nosso passeio de barco.
        Aquela noite não consegui pegar no sono. Não via a hora de amanhecer o dia e finalmente me encontrar com aquela mulher que simplesmente atendia pelo nome Sereia do mar. Uma mulher ainda jovem e idealista. Eu estava um tanto confuso sem entender ao certo o que ela queria de mim.
        Se você desiste do que chama amor, então não é amor. Dizia minha tia Antônia uma mulher a frente do seu tempo. Nem preciso dizer que era muito experiente quando o assunto era amor. Teve três maridos. Duas vezes viúva, e o a atual marido não ia muito bem. A quem diga que ela era um furacão na cama e os dois morreram porque não aguentaram o calor ardente daquela insaciável mulher. Vai entender as mulheres... O meu pensamento estava voltado era mesmo na Sereia do mar. As horas e os minutos não passavam. Era mesmo uma eternidade para o nosso encontro.
        Quando finalmente chegou a hora que combinamos, lá estava eu no lugar marcado para que eu a esperasse. Vinte minutos tinham se passado. Finalmente ela chegou em seu carro. Entrei em seu veiculo e a cumprimentei com um delicioso beijo e dirigimo-nos ao local da embarcação. Lá chegando logo percebi que o barco era uma luxuosa lancha. E que a lancha tinha o nome de Sereia do mar. Guardamos o carro num estacionamento próximo dali e em seguida embarcamos. Qual não foi a minha surpresa quando notei que era aquela bela morena que nos conduzia o mar adentro. Só nós dois ali naquela luxuosa embarcação com cabine, uma cama de casal, mas o meu pensamento estava direcionado mesmo era naquela sofisticada morena. Eu estava me sentindo pequeno em sua presença. Confesso que estava um pouco assustado.
        Enquanto a Sereia do mar conduzia-nos pelo mar eu a acariciava beijando-a com todo o fervor da paixão misturando com aquela deliciosa brisa e deslumbrante paisagem dos lugares que se descortinavam a nossa frente. Quantas belas ilhas. Para mim estava sendo uma experiência que combinava com o que eu estava naquele momento vivendo. Um maravilhoso sonho as minhas tão sonhadas férias.
        O litoral paulista possui um complexo ecossistema. Um maravilhoso lugar para um bom turismo. São turistas de todo o mundo visitando, cavernas, rios, praias sem falar das muitas ilhas perfazendo um total de pelo menos 149, esperando você a conhecer. Eu contemplava tudo aquilo através de um grande binóculo fixo num tripé. Pensei até que estava num outro planeta...
Era quase meio dia, estávamos no mar a mais de duas horas. Sereia do mar já tinha tirado de mim as principais informações que soluciona as dúvidas de qualquer mulher apaixonada e interessada num homem. Quanto a mim acredite que não sabia quase nada sobre aquela gostosa gata a não ser o que os meus olhos curiosos e lascivos viam. Quanto ao rango e a bebida não precisávamos nos preocuparmos, a lancha estava bem abastecida. Nosso passeio com certeza chegaria ao por do sol.
Um olhar confidente tomou conta do nosso mundo ao ver Sereia do mar mordiscando os lábios e vestida tão somente com seu biquíni do nosso primeiro dia que nos conhecemos. Ela amava a cor verde. Sereia do mar mexendo em sua bolsa deixou cair uma carteira de identificação, a qual peguei e não pude deixar de notar que era uma carteira da Marinha brasileira. Sereia do mar era tenente das forças armadas. Não a questionei em nada, apenas fiz de conta que nada me incomodava. Abraços e ardentes beijos era a nossa brisa agora que nos consumia e seguindo no balanço das ondas do mar nos entregamos um ao outro e nem vimos o sol descambar no horizonte daquele mágico mundo que nos encontrávamos. Trocamos juras de amor e caricias até que decidimos mutuamente voltarmos. Já era noitinha.
Quando cheguei convidei-a para que passasse a noite comigo no hotel e sem dizer que não, Sereia do mar feito um furacão em chamas continuava ardentemente a me amar. Acredite que pensei que ela fosse igual a minha tia. Mas era apenas um pensamento bobo porque o que isso importaria. Sereia do mar depois desse encontro me propôs romance sério o qual aceitei sem hesitar, por ela ser uma mulher especial que hoje amo com todo fervor do meu coração e estamos nos preparando para ficarmos juntos pra sempre...



Francis Perot



terça-feira, 18 de setembro de 2012

Encantada mulher Francis Perot



Encantada mulher


Encantada mulher a tua inocência,
Nada em mim á aflorar o teu desejo,
Causando-me no pulsar das veias,
Aquela sensação gostosa, calorosa
Num ritual de imenso gostoso prazer.
Todo seu e você mulher toda minha
Assim te amo doce mágica da vida.
Degustando tal qual uma comida
Ardente, mulher a flor da pele...

Mulher gostosa, os teus desejos
Uniram-me ao teu corpo no prazer
Libere em mim os teus devaneios,
Hoje, amanhã e por todo o sempre
Em orgasmos êxtase do nosso tesão
Rendo-me aos teus longos beijos...


Poeta Francis Perot

domingo, 16 de setembro de 2012

A MULHER


A MULHER


A mulher
é a deusa mãe
de toda criação.
Única,
distinta,
completa 
e a mais bela
de todas criaturas...


Poeta Francis Perot

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

DIA DA ARVORE



Dia da Árvore 


Dia dos verdadeiros brasileiros que criaram essa data
Índios que cultuam as árvores no começo da primavera
Amantes da mãe natureza, um verdadeiro plutocrata...

Dia de quem for índio plantar uma arvore.
As arvores são seres vivos. Não as matem...  

Ás arvores são antigos habitantes do nosso planeta
Respeite Brasil a origem do seu nome: PAU-BRASIL...
Vilões assassinos da natureza o dia de vocês chegará
Onde as riquezas do seu sujo ouro não mais valerá
Restando apenas acertos de contas diante dos tribunais
E o pau-mandado que nunca honrou o seu nome, pagará...


Poeta Francis Perot
21 de setembro Dia da árvore

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Dia do teatro (TAUTOCRÓSTICO)


Dia do teatro (TAUTOCRÓSTICO)


Distinta dádiva dos deuses
Ilustrando irmã imaginação
Amante, amando a arte...

Dia dos dramaturgos
Ocasião oportuna observável...

Théatron tem trama
Expressivos enredos
Artistas apreciadores
Trabalham tecendo
Remando roteiros rumo
Obedecendo o onirismo...


Poeta Francis Perot
19 de setembro Dia do teatro


APRENDA SOBRE O QUE É O TAUTOCRÓSTICO E FAÇA O SEU TAMBÉM


Tautocróstico é uma nova modalidade criada pelo poeta Francis Perot se tratando  uma composição poética na qual todas as palavras de cada verso principiam com a mesma letra da mensagem acróstico.
Observação: queridos amigos poetas o tautocróstico essa nova modalidade está crescendo cada vez mais. Viva a poesia brasileira. Ao criar a modalidade fiz cuidadosamente pesquisas no google e nada na internet foi encontrado com o nome "tautocróstico". A palavra "tautocróstico" não fora encontrada em lugar algum. Somente depois da criação da palavra é que apareceram as postagens escritas, porém sem o nome que cuidadosamente e declinavelmente cuidei em criar. Ainda no ano de 1995 criei um poema "vida vivida" nessa modalidade, porém considerei como acróstico, somente agora com o nome criado (tautocróstico) é que a modalidade está sendo propagada. Já são muitos os poetas que já escreveram seus tautocrósticos. Escreva você também.


Um grande abraço a todos.


Carinhosamente Francis Perot


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

FRANCIS PEROT (ANJOPOESIA)


FRANCIS PEROT


FELICIDADE ME TRAZ AO TE LER EM VERSOS
RARA BELEZA NO SEU EXPRESSAR E NO SEU ESCREVER
AMOR PERFEITO EM CADA MOVIMENTO SEU
NADA SE IGUALA AO SENTIMENTO
CORAÇÃO EM CHAMAS NO AMOR
IDENTIDADE MARCANTE EM SEU CARÁTER
SOCIALISANDO SUA POESIA NUM MUNDO GLOBAL

PESSOA LINDA EM SUAS EXPRESSÕES
ELEVANDO E MARCANDO O MUNDO DA POESIA
REPORTANDO COMO É LINDO SEU INTERIOR
ORGANIZANDO PALAVRAS, FRASES FORMANDO ENTÃO UM POEMA
TOTALISANDO UM GRANDE NÚMERO DE PESSOAS EM QUERER O CONHECER


ANJOPOESIA



terça-feira, 11 de setembro de 2012

PEREIRA BARRETO - POESIA


PEREIRA BARRETO


Pereira Barreto por dois decênios quando lá vivi
Esse pequeno poeta que em suas ruas, cresceu
Rio Tiete com suas águas cristalinas hoje a banhar
Elevados lugares que a molecada viviam a brincar
Imigram hoje no peito esses estros acrósticados
Rimas imperfeitas, porém de grandes saudades
Andam em mim tempo na escola sonhados...

Banham tal como nas cristalinas águas do Tiete
As lembranças que as águas um dia viram crescer
Remando por decênios nesse maravilhoso lugar
Ramos familiares meus que ai ainda vivem por lá
Eles sabem da saudade que o meu peito sente
Terras de lugares lindos, e de águas quentes  
0s encantados momentos esse peito não esquecerá...


Poeta Francis Perot



domingo, 9 de setembro de 2012

DESCONFIE DA HISTÓRIA


DESCONFIE DA HISTÓRIA


O que o povo chama
de progresso,
outros chamam
de destruição.
O que a historia chama
de descobrimento,
em muitos lugares
foi sinônimo
de posses indevidas
seguidas de mortes.
Desconfie das muitas
histórias ensinadas...


Poeta Francis Perot


ANDRADINA - Francis Perot


ANDRADINA


Agregando os meus conhecimentos e familiares
Nuances viva com paisagens e águas cristalinas
De um povo trabalhador e com elevados sonhos
Radiantes pensares de uma cidade promissora
Anexos de minha mente quando ainda criança
Depois que chegava do colégio Rui Barbosa
Ia pra Rua Rio Grande do Sul brincar de bola
Na frente de minha casa com meus amigos
Ali a minha infância vivi com minha mãe querida...


Poeta Francis Perot




XAPURI




XAPURI


Xapuri cidade de grandes acontecimentos
Amazônia e o seu bravo povo da floresta
Praias do Inferno e Zaire do Rio Acre é
Um lugar belíssimo para bons momentos
Respeitando floresta e todos os povos
Irmãos, coisas que os grandes não fizeram...

- Considerada o berço da Revolução Acreana
- Símbolo do Movimento Ambientalista Mundial
- Cidade do líder sindicalista Chico Mendes...


Poeta Francis Perot


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

DIA DO SEXO 6/9 (TAUTOCRÓSTICO)


DIA DO SEXO 6/9 (TAUTOCRÓSTICO)


Dia do deleite, de delicia
Ideal, imensurável, imune
Amor ardente, apaixonado...

Doce dádiva da divindade
Originando onda oportuna...

Santo seguimento social sexual
Elegante eldorado, elo enredado.
Xadrez xale Xaia Xapuriense
Original oferta ostentada...


Poeta Francis Perot
06 de setembro Dia do Sexo


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Dia do Sexo 6/9 (POEMA INDRISO)




Dia do Sexo 6/9 (POEMA INDRISO)


Sexo é tão importante quanto os alimentos
Ele faz bem para o corpo e também a alma
Aproveite a vida não faça guerra, faça amor...

Ame uma, duas, três e havendo consentimento
quantas vezes desejar. Aproveite os momentos
que a vida te da e faça amor e nunca guerra...

Faça sexo em tempo e fora de tempo com o seu amor...

Não espere o dia de a dor chegar pra começar a amar...


Poeta Francis Perot


terça-feira, 4 de setembro de 2012

DIA DA INDEPENDENCIA DO BRASIL (ACRÓSTICO) FRANCIS PEROT


DIA DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL


Dependência e morte... O que é isso?
Independência ou morte... Foi assim o grito
A nação brasileira, meu Brasil está confusa...

Dai a Cesar o que é de Cezar...
Ao povo brasileiro o seu Brasil...

Independência e liberdade ao povo
Novo Brasil e Brasil novo. País de todos
Dia de paz e glória e brado retumbante
Esse povo varonil que não foge a luta
Pelas ruas de suas cidades e nos campos
Esperam ainda a tão sonhada liberdade.
Nossos bosques já não tem mais vida e
Deitados em berços esplendidos vendo o
Estrelados céus só os que por ouro a
Nação vendeu ao primeiro mundo.
Cada brasileiro já nasce escravo desse
Império moderno e nocivo de desigualdade
Arrastando-os a um profundo mar de sangue...

Desafiando o nosso peito a própria morte.
Ó liberdade, que em nossos seios dorme...

Brasil do futebol, do carnaval, dos políticos menos dos índios e dos pobres...
Retumba o brado do Ipiranga agora e devolva a paz, a alegria, a liberdade,
As terras que corruptos politiqueiros sem dó, o povo saquearam e roubaram.
Se o penhor dessa igualdade um dia não for a nossa conquista, só nos resta
Inflamados peitos a própria morte e o Brasil gigante dividido onde ficarás?
Liberdade se faz com justiça e não com força, mas se preciso for lutaremos...


Poeta Francis Perot
07 de setembro Dia da Independência do Brasil