quinta-feira, 14 de outubro de 2010

MINHA DOCE ESPOSA (conto) Poeta Francis Perot


MINHA DOCE ESPOSA


Sou um marido compreensivo e bastante amoroso. Considero-me um cara sortudo por ter encontrado uma verdadeira gata em minha vida... Mas eu gosto de variar um pouco em nosso relacionamento, e minha esposinha adora isso... Sempre procuro chamar a atenção de minha mulher, deixa-la exitada, e cheia de tesão para que o nosso casamento nunca caia na rotina...
Minha mulher sempre que falo com ela sobre a criação de uma nova fantasia, ela se exita ao me ver contar, e fica totalmente curiosa para absorver toda história mágica pra depois implorar como uma vadia, uma verdadeira putinha, para que a realizemos... Assim vejo o meu espetáculo começar, pois as cenas que seguem me transportam a um paraíso de êxtase. Suas vestimentas caem ao chão e nem precisamos de objetos, como vibradores e outras coisas, que transmitem mais sentidos reais, sucedâneos, do que a minha fértil imaginação aos símbolos somente. Mas não deixo isento os objetos que dão prazer...
Fico imensamente triste quando encontro no meu trabalho maridos, às vezes até jovens que são completamente fechados em seus relacionamentos com suas esposas. Quando tocamos no assunto sobre casais, logo falam de suas decepções e infelicidade no casamento... Aos maridos machistas e as mulheres feministas, deixo aqui o meu conselho que conduz a uma vida sexualmente saudável que sejam sim maridos MACHOS e mulheres FEMEAS...
Me encontro totalmente realizado e feliz com o nosso casamento...
                                                            

Francis Perot


Um comentário:

Meus amigos e visitantes, obrigado pela visita, se quiserem comentar ficarei muito feliz em ler e visitarei também cada um de vocês!

O amor é o estado propenso,
a afetos duradouros
e responsáveis...
Disposição do espírito que
induz uma pessoa a outra,
a dedicar através
do sentimento, carinho


Francis Perot